September 1, 2017

CityHack Tomar


Mediatree patrocina evento e faz parte do júri desta Hackathon


No passado dia 27 e 28 de maio a cidade de Tomar recebeu uma maratona tecnológica (hackathon) de 24 horas, o CityHack. Este concurso foi promovido pelo Mestrado de Analítica e Inteligência Organizacional (MAIO), com organização do Instituto Politénico de Tomar e da Câmara Municipal. O CityHack contou com o apoio de diversas empresas, entre as quais a Mediatree (empresa mãe da MD3). Um dos membros do júri foi o co-founder e ceo da Mediatree, Olivier Molero.

Participaram 70 estudantes do ensino superior, um total de 16 equipas provenientes de 10 universidades e institutos politécnicos, no total de 17 cursos distintos. A exigência prendia-se a que pelo menos dois elementos de cada equipa viessem da área das tecnologias. O concurso estava organizado por temas variados: Emprego e Dinâmica Empresarial, Turismo e Cultura, Saúde e Bem-Estar, Social e Inclusão e por último Mobilidade e Eficiência Energética. Por cada tema foram atribuídos mentores para auxiliar as equipas. O objectivo desta maratona partiu da criação de ideias e soluções inovadoras através das novas tecnologias, como forma de melhoria da qualidade de vida nas cidades.

O briefing foi explicado e demonstrado às equipas antes da maratona, através de uma visita pela cidade, onde um especialista de cada tema a concurso demonstrou os variados problemas que se encontram na mesma. Aqui foi incitado aos participantes a conceberem e apresentarem propostas para solucionar tecnologicamente os problemas das cidades na actualidade, criando cidades inteligentes.

Foram propostas soluções baseadas em aplicações móveis, realidade aumentada e inteligência artificial. Após as 24 horas, a maratona chegou ao fim com um vencedor, a equipa “Snacks Alternativos” que apresentaram o projecto “À minha volta”, consistindo numa aplicação móvel de eventos próximos da zona da cidade onde se encontra o utilizador, funcionando como um radar. Os prémios atribuídos incluíam quantias monetárias, sendo o primeiro lugar 2500€, o segundo 1000€ e o terceiro 500€.

Este tipo de eventos tecnológicos têm um interesse acrescido, não só para os alunos, para os institutos de ensino superior mas também mas os parceiros, as empresas nacionais da área das tecnologias e novos media. Para a Md3, tratam-se de eventos nas quais tem interesse em participar e ser parte integrante no desenvolvimento de projectos deste género.

Autor do artigo
Partilhar Notícia