Março 26, 2018

Novidades no departamento de Development




Na nossa empresa desde o dia 1 de março, o Mateus é o mais recente membro da MD3. Quisemos descobrir um pouco mais sobre o seu percurso e o que o motivou para querer vir trabalhar para a nossa empresa e assumir um lugar no departamento de Development, neste caso na posição de Front-end Software Developer.

O Mateus Silva tem neste momento 26 anos, já feitos no passado mês de janeiro (uma pena que assim só temos bolo de aniversário para o ano) e tem como principal curiosidade o facto de ter nascido, estudado e trabalhado sempre na cidade de Leiria. Podemos até chamá-lo um “Leiriense de gema”!

Em termos de estudo, a sua licenciatura ficou concluída em 2015 no curso de Engenharia Informática, no Instituto Politécnico de Leiria (IPL). Acabada a licenciatura, iniciou ao mesmo tempo o mestrado em Engenharia Informática – Computação Móvel (só lhe falta terminar a tese!) e lançou-se no mercado de trabalho, quando  integrou a função de Last Tier Helpdesk  na empresa têxtil La Redoute. Esteve cerca de dois anos na empresa e, quando surgiu oportunidade de integrar o departamento de development da MD3, não pensou duas vezes e enviou o currículo porque viu a possibilidade de integrar uma equipa nova como uma forma onde poderia “trabalhar as habilidades e ao mesmo tempo aprender”.  Segundo o próprio, e felizmente, até agora não se decepcionou com a sua escolha.

A menina dos olhos do Mateus

Também quisemos saber o que o Mateus gosta de fazer nos seus tempos livres, quando não está a programar. Disse-nos que uma das suas paixões é a fotografia e que associa essa paixão a várias “chapas” que tira a paisagens e carros, outras das coisas que contempla. Aliás, apesar de só ter entrado agora, o Mateus tem o carro mais vistoso de todo o estacionamento da MD3: um Datsun 1600 verde (dos anos 70). E nem é preciso falar do carinho que nutre por ele!
Entre outras atividades, destaca o seu gosto por música, mais propriamente pela guitarra acústica. Ficamos à espera de um concerto, nas nossas instalações. Muito boa sorte nesta tua nova etapa!

Se também achas que tens talento suficiente para entrar na nossa empresa, lembra-te que temos vagas disponíveis aqui.

Autor do artigo
Partilhar Notícia
Março 8, 2018

Novo membro na equipa de Software Development




O tempo passa mas não nos esquecemos de dar as boas-vindas a quem chegou recentemente e já faz parte da nossa família, nomeadamente como Software Development. O Pedro Domingues está connosco há cerca de dois meses, quando aceitou juntar-se à equipa de desenvolvimento de software da MD3.

Com isto, a nossa empresa ganha cada vez mais credibilidade e sustento na área da programação, estando ainda mais preparada para resolver e solucionar possíveis problemas a nível de Software. As empresas vêem-se muitas vezes órfãs deste tipo de trabalho mais específico e, digamos, complicado. O Pedro é o novo elemento a juntar-se à equipa multi-disciplinar da MD3, dando o seu contributo para criar e desenvolver a sua aplicação. Além desta virtude, o Pedro é uma pessoa com muitas ideias e sempre pronto a colocar em prática os seus skills (lo-fi).

O Pedro formou-se bem perto da nossa sede, na Escola Superior de Gestão e Tecnologia (ESTG), onde frequentou o curso de Engenharia Informática. Terminada esta fase académica, foi à procura de uma oportunidade no mundo do trabalho.

Se a sua empresa já tem os meios necessários mas está sempre com problemas ou falta de melhorias, tem aqui mais uma razão para trabalhar connosco. A MD3 vai tratar da sua aplicação ou outro meio digital que possuir. Vamos descobrir, definir e desenvolver o seu software, com todo o detalhe e atenção que nos define. É uma garantia nossa…

Obrigado Pedro. Bem-vindo!

Autor do artigo
Partilhar Notícia
Março 7, 2018

Melhores serviços digitais graças ao programa Portugal 2020




O programa Portugal 2020, juntamente com o Centro 2020 e a União Europeia vão ajudar a empresa de Leiria a internacionalizar os seus serviços digitais.

 

É com muito prazer e orgulho que vos informamos que a MD3, após candidatura para um projeto de internacionalização do programa Portugal 2020, o mesmo foi aprovado para uma ligação de dois anos, de modo a poder potenciar os seus serviços digitais.

O programa Portugal 2020 trata-se de um acordo de parceria adotado entre Portugal e a Comissão Europeia, no qual definem-se os princípios de programação que consagram a política de desenvolvimento económico, social e territorial para promover, em Portugal, entre 2014 e 2020. 

Nesse âmbito, apresentamos uma candidatura de ajuda financeira para desenvolver os nossos serviços digitais no mercado internacional. Entre os 225 candidatos para o concurso, 146 foram aprovadas, nas quais também consta a MD3. O facto de vencermos este concurso coloca-nos numa posição de orgulho, já que significa uma confiança na nossa oferta e nosso poder de desenvolvimento. 
O valor de investimento que vai ser injectado para os próximos dois anos na MD3
. No entanto, apesar da ajuda financeira ser de apenas dois anos, a MD3 tem um compromisso contratual com o programa para continuar os seus esforços de investimento por mais três anos.

A MD3 é um dos mais recentes beneficiados do programa Portugal 2020

O plano de investimento delineado no âmbito do projeto Portugal 2020, contempla várias ações que visam potenciar o nome da empresa nos mercados externos a abordar nos cinco anos futuros. Pretendemos aumentar o nosso volume de negócios e serviços digitais, através de uma intensificação da nossa atividade exportadora, que agora apresenta apenas está concentrada no mercado francês.

Impulsionados pelo presente projeto, é nossa intenção abordar mais mercados, nomeadamente os Emirados Árabes Unidos (EAU), Brasil, Estados Unidos da América (EUA), Kuwait e China. Trata-se de países onde existem clientes de grande potencial no setor de atividade em que a MD3 atua. Isso passará, por exemplo, por participações em grandes feiras de renome internacional no setor de atividade da MD3. Também estão previstas realizar viagens de prospeção, concretização de ações de promoção, introdução de novos métodos organizacionais, com a contratação de recursos humanos qualificados, ou ainda estudos de mercado sobre cada um dos países-alvo, de forma a que a estratégia de internacionalização tenha uma maior eficácia. 

Em suma, o plano de investimentos contém ações que vão evidenciar a empresa, oferecendo força para produzir, exportar e internacionalizar os nossos serviços digitais. 

A cada dia que passa, a MD3 cria responsabilidade e oferece os melhores serviços digitais… aos melhores clientes. Este programa do Portugal 2020 é só mais um grande passo para chegarmos mais longe. Obrigado! 

Os três suportes deste financiamento aos nossos serviços digitais

Autor do artigo
Partilhar Notícia
Março 2, 2018

O primeiro Meetup em Leiria foi um sucesso




Casa cheia para receber o primeiro Meetup em Leiria, sobre ElasticSearch

 

Aconteceu no passado dia 28 de fevereiro, quarta-feira, o primeiro MeetUp em Leiria, sobre a temática do development, mais concretamente o ElasticSearch.

Para os menos entendidos na matéria, devem estar a questionar-se: “O que é uma MeetUp?”. Uma MeetUp é um encontro informal que facilita o networking entre empresas, clientes, estudantes e por todos aqueles que queiram aprender mais sobre determinado tema. Aqui estávamos na vertente tecnológica, mais propriamente na área de development. E a dar que conteúdo?  ElasticSearch. E o que é o ElasticSearch? É uma ferramenta de pesquisa de texto (entre outras coisas). Começamos a usar esta ferramenta no Keywords e hoje usamos para alguns dos nossos projetos.

Este evento contou com mais de 40 participantes, entre eles vários estudantes de engenharia informática (a maioria do IPL – Instituto Politécnico de Leiria) e alguns profissionais da área.

As palestras estiveram a cargo de três profissionais do development. Um deles foi Jonatan Pedrosa, Scrum Master na equipa de dev da MD3, empresa do grupo francês Mediatree. onde deu uma breve explicação sobre “Migrar de Sql para NoSql”. A seguir sucedeu-se Pábulo Silva,  programador de Java na Spotter, empresa de Coimbra pertencente ao francês Akio Group. A sua palestra recaiu sobre “Rich Logging (logstash/elasticsearch/kibana)”. Por fim, Gonçalo Dias, colocou em prática estes dois modelos de ElasticSearch. O Administrador de Sistemas na equipa da MD3, empresa do grupo francês Mediatree deu algumas dicas de como implementar este tipo de programa.

Pábulo Silva foi um dos três oradores de serviço.

No final tivemos comes e bebes e muito networking. Foi possível trocar experiências e conhecimentos com outros profissionais da área. A cerveja não pôde faltar para alegrar mas infelizmente a pizza que trouxemos não durou muito tempo. Mas já sabemos que para a próxima (porque haverá próxima!) teremos mais stock.

Um profundo obrigado a todos, da MD3, pela vossa participação. Contamos convosco para eventos futuros!

 

Autor do artigo
Partilhar Notícia